domingo, 31 de maio de 2009

Manual de instruções...

.
Baita texto enviado pela Tanara...
Super beijos pra essa minha amiga e colega mais do que querida...
.
.
Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar.
Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro.
Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza.
Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais.
Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude.
Eu saio em conta, você não gastará muito comigo.
Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa.
Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?).
Seja mais forte que eu e menos altruísta!
Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço.
Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade.
Leia, escolha seus próprios livros, releia-os.
Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos.
Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra.
Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.
Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ...
Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal.
Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ...
Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora.
Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos.
Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas.
Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções.
Me rapte!
Se nada disso funcionar ... experimente me amar!


Martha Medeiros


.
Share |

Livro India - Ediouro

.


Gente, é com muita alegria que venho dividir uma boa notícia com todos...

Esta é a Comunidade Mitologia Indiana no Orkut...



No último concurso foi premiada a melhor frase sobre costumes da cultura indiana, e em breve este lindo livro estará chegando em minhas mãos...




A minha frase foi:


"O que mais me fascina na Índia é a amplitude do conjunto dos elementos culturais que fazem com que milênios e milênios de história se passem, costumes se "misturem" e novos elementos se incorporem...


Sem ser clichê e falar sobre o passado e o presente convivendo lado a lado, a Índia surpreende com uma multiculturalidade ímpar... Multidões, multicores, multiplicidade, amplitude...


A amplitude da sociedade indiana me fascina também porque permite espaço para uma grande diversidade cultural."


Para saber mais sobre esta publicação: http://www.indiaolivro.com.br/



=)
Share |

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Um fado para Vinay...

.

O meu fado favorito em homenagem ao amigo Vinay que está estudando português e gosta de ouvir fados...







O Pastor

Madredeus


Composição: Pedro Ayres Magalhães / Rodrigo Leão / Gabriel Gomes / Francisco Ribeiro

Ai que ninguém volta
ao que já deixou
ninguém larga a grande roda
ninguém sabe onde é que andou

Ai que ninguém lembra
nem o que sonhou
(e) aquele menino canta
a cantiga do pastor

Ao largo
ainda arde
a barcada fantasia
e o meu sonho acaba tarde
deixa a alma de vigia


Ao largo
ainda arde
a barcada fantasia
e o meu sonho acaba tarde
acordar é que eu não queria.




Espero que goste...

.
Share |

sábado, 23 de maio de 2009

Andressa em "indian style"

 Uma dica de beleza para as gurias e uma singela homenagem para a querida Andressa.


Essa minha amiga que está brilhando em Mumbai é a belíssima modelo desta matéria da Revista Clúdia.




Aprenda a fazer duas maquiagens com inspiração na Índia

 O maquiador Tiago Birolini, do Wilson Eliodório Studio, de São Paulo, ensina o passo a passo de dois looks com traços indianos, um para usar durante o dia e outro para arrasar em festas e baladas à noite 



 Prepare a pele:






A boa maquiagem sempre começa com a uniformização da pele, etapa essencial para um visual duradouro, de ótimo acabamento. “Tanto para o make do dia quanto para o da noite, usar a base líquida ajuda a esconder as olheiras e outros defeitos da pele”, garante o expert Tiago Birolini. O correto é aplicar dois tons do produto: um exatamente igual ao da sua pele e outro um pouquinho mais escuro.
Com um pincel largo, o maquiador passa a base mais escura nas regiões profundas, como têmporas, embaixo do queixo e laterais da testa.”
Vale também espalhar pelas laterais do nariz, caso queira que ele pareça mais fino”, ensina.






Já com a base mais clara, ressalte as partes que podem ganhar volume, como bochechas, centro da testa, queixo e área sob os olhos. Segundo o maquiador, o truque ajuda a harmonizar as formas do rosto. Para evitar linhas marcadas, espalhe o produto também nos contornos.







 Dê mais vida à face com o blush de efeito bronzeador. Para aplicar no lugar certo, faça um beijinho em frente ao espelho e passe o pincel largo na área mais profunda.




Destaque os olhos:






Antes de aplicar o rímel, aposte no curvex para deixar os cílios mais poderosos. “Gosto de apertar os pelos quatro ou cinco vezes com o aparelho, bem rapidinho”, diz o maquiador. Depois abuse do rímel, que deve ser aplicado com o pincel do próprio produto, na posição vertical. Garanta que os fios fiquem bem separados, para evitar que fique aquelas "bolinhas" acumuladas.







Durante o dia, é muito mais elegante usar sombras cor de pele. No côncavo, aplique um tom um pouco mas escuro que a sua tez. A dica do maquiador é: “coloque um espelho sobre a mesa e olhe para baixo, fica muito mais fácil descobrir onde é o contorno dos seus olhos e passar a sombra no lugar certo”.








Sob as sobrancelhas, use uma sombra da cor da sua pele apenas para cobrir a área e não deixar que a cor escura fique marcada.







O look indiano é caracterizado pelos olhos bem marcados com khajal, item tradicional da maquiagem do país. Como é um produto mais difícil de ser aplicado, Birolini aposta no lápis preto para substituí-lo. “Passar o lápis nas pálpebras inferiores é indicado apenas para quem tem olhos grandes ou amendoados, já que o efeito fecha o olhar”, afirma o maquiador.
Já o lápis na pálpebra superior é liberado para todos os formatos de olho. “Diferentemente da maquiagem árabe, que tem o traço puxado para cima, o make da Índia tem o traço que segue a linha dos olhos, é horizontal”, ensina Birolini.







Finalize o visual com um batom cor de boca aplicado com o pincel fino. Birolini salienta que cores fortes na boca devem ser evitadas, principalmente para trabalhar ou para quaisquer compromissos durante o dia. “Nesta produção, o destaque deve ficar nos olhos”, alerta.









Brincos dourados e outros acessórios complementam o ar indiano do visual.


Maquiagem para a noite



Quarteto de sombras sensuais







Birolini ensina como usar um conjunto de quatro sombras para fazer os olhos do look indiano - “esse efeito é bem fácil de ser feito! Comece pela sombra mais escura, que marca o côncavo dos olhos. Use o truque do espelho em cima da mesa para olhar por cima e marcar exatamente a parte mais profunda. Aplique a cor na raiz dos cílios superiores, partindo da metade do olho para o canto exterior.”







Use uma sombra verde clara para preencher do canto interno do olho e aplique-a também por cima da verde escura. “Esse truque é o que garante o efeito de cores”, afirma o maquiador.







“Para dar ainda mais glamour ao look, vale colocar uma ponta de brilho dourado somente no cantinho interno do olho”, diz o expert





Termine com o tom perolado sob a sobrancelha. “Esse passo finaliza a parte das sombras, levantando o olhar.”


 
Olhos ainda mais marcantes



 Durante à noite, abuse do lápis preto. Aplique cuidadosamente em todo o contorno das pálpebras superiores e inferiores. “Para fazer o traço que ultrapassa as linhas dos olhos, basta segui-las até que se unam. Se tiver olhos pequenos e não abrir mão do lápis na raiz inferior, faça a linha alguns milímetros abaixo da raiz dos cílios”, ensina o maquiador. “No make indiano, a linha é horizontal, não diagonal, como no estilo árabe”, lembra também







Defina a sobrancelha e disfarce suas falhas com um lápis da mesma cor dos fios. “Se quiser, pode até alongar seu desenho”, diz o expert.





Birolini garante que não tem problema errar no traço, “com um pincel macio, esfumace o risco para suavizá-lo e deixá-lo um melhor acabamento”.







Por fim, capriche no rímel. Aplique várias camadas com o pincel do produto nos fios superiores e inferiores.




Finalize o make com estilo





O maquiador dá o truque extra para usar à noite: como os ambientes estão mais o, vale dar mais cor à face com um blush rosado, aplicado levemente sobre as bochechas. 





“Para dia ou noite, olhos marcados exigem boca neutra”. O maquiador sugere passar apenas um brilho rosado, usando os próprios dedos. “Assim, você consegue reaplicar quantas vezes quiser.”





Encarne o espírito indiano com o bindi aplicado no centro da testa, um pouco acima da linha das sobrancelhas.





Aqui está um lista dos materiais que você irá precisar em cada etapa:




APRENDA A FAZER DUAS MAQUIAGENS INDIANAS
Prepare a pele
Make para o dia
Destaque os olhos
Make para a noite
Sombras sensuais
Olhos ainda mais marcartes
Finalize o make
Share |
Related Posts with Thumbnails